06/02/2018 11h02 - Atualizado em 09/02/2018 08h39

INSS

Instituto sofre com falta de profissionais para atendimento

Pedido é para, pelo menos, 7.580 vagas, sendo 3.941 para o cargo de técnico do seguro social, que exige o nível médio e tem ganhos de R$5.344,87.

Ainda sem a realização de concurso, o Instituto Nacional do Seguro Social pode ser prejudicado em relação ao atendimento dos que pretendem se aposentar. Esse aviso é do presidente do órgão, Francisco Lopes, que tenta maneiras para conseguir o aval no Ministério do Planejamento. O titular do INSS permanece esperando a autorização para a convocação dos excedentes da seletiva de 2015 e a divulgação de um novo edital.

Indagado pelo Jornal Extra nesta segunda-feira, (5), Francisco Lopes disse que o Planejamento ainda não tem como prever um aval para o Concurso. O motivo é que a pasta ainda analisa as questões relacionadas ao orçamento.

"Não existe, hoje, indicativo do Ministério do Planejamento de que haverá um novo concurso para o INSS em 2018. É necessário fazer as contas, botar tudo na ponta do lápis, para ver se dá para liberar a seleção", comentou Lopes.

O presidente do INSS reforçou, contudo, que aguarda o governo se manifestar sobre o Concurso. "Existe boa vontade, mas é preciso fechar a planilha para saber se terá ou não", relatou.

Francisco Lopes trouxe o aviso, porém, que a autorização tardia do Processo Seletivo também acarreta o órgão. A circunstância disso é que, quanto mais tempo demanda, pior se estabelece a situação dos profissionais.

"Mesmo que eu abra um concurso agora em fevereiro, para que saia do papel demora um ano. Para que os servidores comecem a trabalhar, efetivamente, leva um ano e meio. Assim, a crise ainda permaneceria por, pelo menos, mais um ano e meio. Isso pode virar uma bola de neve, e nós podemos perder o controle do processo", disse Francisco Lopes.

As falas do presidente Francisco Lopes ajudam a pressionar ainda mais o governo pelo aval do Seletivo INSS 2018. A novidade boa é que, quem está esperando o Concurso pode comemorar, pois o pedido está tramitando de forma muito rápida no Planejamento. Nas últimas datas 23 e 24, o requisito teve seis avanços.

O pedido alcançou a Coordenação-Geral de Apoio Administrativo da Secretaria Executiva do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) na data 23. De lá chegou, e permaneceu, na data 24, na Coordenação-Geral de Benefícios Previdenciários.

A reportagem trouxe a apuração de que o retorno do requisito ao MDS, ao qual o INSS tem vínculo, é trâmite adequado do procedimento de avaliação do seletivo. A razão é que, ao avaliar o documento, o Planejamento promove uma requisição de novos dados para que se tenha um sinal positivo ou não.

Os movimentos podem ser consequência das cobranças do presidente do INSS, Francisco Lopes, que vem repetindo ao Ministério do Planejamento o teor de necessidade de novo Concurso e de convocação de pessoal aprovado no seletivo de 2015.

O INSS promoveu o envio do documento ao Ministério do Planejamento, constando a necessidade de 16.548 cargos, dos quais, no mínimo, 7.580 são para o Processo Seletivo do INSS 2018.

Dessas, 3.941 são para o emprego de técnico do seguro social, que requisita o ensino médio e tem remuneração de R$5.344,87. O pedido foi ainda de 1.493 cargos para analista de diversas formações (ainda não publicadas) e 2.146 para perito médico. O emprego de analista é específico aos graduados nas áreas contempladas e tem salários de R$7.954,09.

O perito médico, por sua vez, é para quem possua graduação em Medicina, com R$10.616,14 por mês. Os vencimentos já percebem o vale-alimentação de R$458.

O presidente do INSS, Francisco Lopes, também foi perguntado a respeito da chamada pública dos 2.362 fora do limite exposto em edital do INSS 2015, que está em vigor até agosto deste ano. Ele relatou que o foco hoje é ter aval do adicional de 50% das ocupações. Lopes revelou ainda que a prioridade das chamadas públicas será o Rio de Janeiro.

"Temos um pedido de 475 pessoas, que é o que o decreto permite convocar, ou seja, 50% dos 950 que tinham sido autorizados. Chamar esses 475 é mais fácil. Temos até o meio do ano para conseguir essa chamada. Sempre falo com o Ministério do Planejamento sobre a necessidade de um novo concurso. Isso minimizaria os problemas de atendimento. Mas, se conseguirmos as convocações, daremos atenção especial ao Rio", alertou.

O documento de convocação dos excedentes do Processo Seletivo do INSS 2015 também vem se movimentando no Planejamento. Na última quinta-feira, 1º, o pedido alcançou a Coordenação-Geral de Apoio Administrativo da Secretaria Executiva do MDS.

O INSS solicita 8.968 funções para convocação de excedentes. Dessas, o INSS pediu 2.114 para a finalização do cadastro de classificados para o emprego de técnico e 530 para o de analista.

Como a necessidade de empregados na autarquia é grande, o Instituto pergunta ao Planejamento a respeito do possível procedimento de homologação suplementar de concorrentes aptos no certame de 2015 - o que promoveria um aumento da quantidade de excedentes, de 2.362 para 8.968.

O aval autorizativo, dessa forma, significaria a homologação de concorrentes aprovados em limite extrapolado ao do exposto em edital. Se o Planejamento concordar, serão 6.160 cargos disponíveis para técnico e 164 de analistas.

No caso de convocação de classificados, além do adicional de 50% das ocupações (475, já que a seletiva foi para 950 empregos), será necessário o aval do Planejamento e despacho do presidente Temer.

O dia da inscrição será informado no site www.concursos.com.br.  Acesse o site diariamente para não perder o prazo da inscrição.

Prepare-se com antecedência para o dia da prova. Solicite nosso Curso de Português em DVD. Pague quando entregar por R$ 24,90. Será aceita a devolução em até 7 dias do recebimento.

Solicite seu DVD no formulário abaixo:

Nome Completo:
Cep:
Endereço:
N° da Residência:
Bairro:
Cidade:
Estado:
E-mail:

Correios

Correios

Nível Médio = R$ 2.885,37

O correios costuma abrir concurso de surpresa. Portanto, é preciso que os interessados já comecem a se preparar.

O último concurso ocorreu em 2011 trazendo vagas em diversas áreas.

O cargo de carteiro exige nível médio e tem salário inicial de R$ 2.885,37.

O Cargo de Atendente Comercial e Operador de Triagem e Transbordo tem salário de R$ 2.348,87 (Nível Médio).

As disciplinas cobradas no último concurso foram matemática, português e informática.

As inscrições para o concurso dos Correios ainda não foram abertas, mas até lá vamos atualizando todas as informações.

Prepare-se com antecedência para o dia da prova. Solicite nosso Curso de Português em DVD. Pague quando entregar por R$ 24,90. Será aceita a devolução em até 7 dias do recebimento.

Solicite seu DVD no formulário abaixo:

Nome Completo:
Cep:
Endereço:
N° da Residência:
Bairro:
Cidade:
Estado:
E-mail:
DDD + Celular:

CONTINUE LENDO...
Digite seu e-mail para continuar lendo esta notícia:
* E-mail:

Copie esta notícia e cole em seu site ou blog, citando a fonte:
https://www.concursos.com.br

Curso de Português - Online - Gratuito

© Copyright 2014 - 2019 Concursos.com.br