24/07/2018 13h33 - Atualizado em 06/08/2018 13h39

MTE

Novo ministro do trabalho garante que vai lutar por concurso

O pedido é para 2.873 vagas distribuídas por várias funções de níveis médio e superior.

Posteriormente a sua posse, na última data de 10, como novo ministro do trabalho, o advogado Caio Luiz de Almeida Vieira de Mello se encontrou com o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho (Sinait), para o conhecimento das questões prioritárias da categoria. Entre as demandas disponibilizadas, estava o procedimento de Concurso para o Ministério do Trabalho, na carreira de auditor-fiscal.

O Sinait revelou a primeira audiência com o novo ministro do trabalho, Caio Luiz, na data de 17 de julho. Para o Sinait, o procedimento é fundamental, visto que a carreira tem um quantitativo maior que 1.300 funções disponíveis e uma média de 500 auditores-fiscais do trabalho em situações de aposentadoria.

O Sinait levou em consideração que existe espaço para a tentativa de aval do Concurso ainda em 2018, fazendo uso do residual da verba. Conforme o sindicato, essa alternativa para o procedimento do Concurso foi apresentado ao ministro do Trabalho, para que ele busque de forma pessoal juntamente ao governo tal aval.

O novo ministro do Trabalho, Caio Luiz, teve o comprometimento de analisar a questão e procurar soluções, observando que a situação é grave. O presidente do Sinait revelou ainda ao ministro as atitudes de que o sindicato tem realizado empreendimento na busca pelo aval do Concurso Público do Ministério do Trabalho.

O Ministério do Trabalho dispõe de nova solicitação de Concurso no Ministério do Planejamento. No mês de junho de 2018, a pasta fez a confirmação do pedido de novos cargos para o Concurso.

No geral, são 2.873 requisitadas pelos cargos de auditor-fiscal do trabalho, agente administrativo, administrador, arquivista, bibliotecário, contador, engenheiro, estatístico, sociólogo, psicólogo, técnico em assuntos educacionais, técnico em comunicação social e economista.

Como já aguardado, a maior quantidade do Concurso MTE é para o emprego de auditor fiscal do trabalho.

Para participar deste emprego, os concorrentes devem ter ensino superior em qualquer área. Os salários são os atrativos do cargo, com início de R$21.487 (valor referente a 2019).

O Ministério do Trabalho tinha realizado pedido, em 2017, para 2.595 oportunidades. Desse geral, 1.190 eram para auditor-fiscal. A nova solicitação apresento um aumento na quantidade desta função, considerando as aposentadorias dos auditores.

Há algum tempo, a ocupação de agente administrativo também teve um quantitativo alto de oportunidades requisitadas: 1.307. O requisito para a função é o ensino médio. Os salários são de R$3.881,97.

As demais funções devem ser para o ensino superior. Nessas funções, o inicial é de R$5.494,09. O regime de contrato de todos é o estatutário, que traz a garantia da estabilidade.

O dia da inscrição será informado no site www.concursos.com.br.  Acesse o site diariamente para não perder o prazo da inscrição.

Nossa equipe de professores desenvolveu um CD-ROM contendo apostilas digitais e audioaulas para concursos públicos. O interessante é que você só pagará após recebê-lo pelos correios. Por R$ 49,90. A devolução será aceita até 7 dias do recebimento. Faça seu pedido no formulário abaixo:

Solicite seu CD-ROM no formulário abaixo:

Nome Completo:
Cep:
Endereço:
N° da Residência:
Bairro:
Cidade:
Estado:
E-mail:

CONTINUE LENDO...
Digite seu e-mail para continuar lendo esta notícia:
* E-mail:

Copie esta notícia e cole em seu site ou blog, citando a fonte:
https://www.concursos.com.br

Trabalhe conosco = Nível Médio = R$ 3.300,00

Vídeo-Aula de Português - Para Concursos, Vestibulares e ENEM

© Copyright 2014 - 2018 Concursos.com.br