Concurso Nacional Unificado (CNU): 6,6 mil vagas e salário de até R$ 22 mil

Publicado em 10/01/2024 18h38

Cadastre seu whatsapp para acompanhar o andamento do concurso Concurso Nacional Unificado:

Depois de tanta espera e expectativa, o Concurso Nacional Unificado (CNU) foi lançado. A primeira edição desta seleção oferece vagas em 21 órgãos do poder executivo. Ainda hoje, dia 10/01, serão disponibilizados oito editais, totalizando 6.640 vagas imediatas para cargas de níveis médio e superior.

A Fundação Cesgranrio foi contratada para supervisionar a seleção e supervisionar todos os editais. Além disso, as provas, que serão objetivas e discursivas para cada bloco temático, serão aplicadas pela banca organizadora. Os aprovados podem ser convocados no prazo de doze meses.

Solicite seu PDF com 5.000 Questões do concurso Concurso Nacional Unificado. Clique aqui para solicitar.

Em uma coletiva de imprensa nesta quarta-feira (01/10), a ministra Esther Dweck enfatizou a importância de ler os editais e ficar atualizado com o site do CNU.

A gestora também informou que os vídeos explicativos que ajudam os candidatos com suas dúvidas sobre o CNU serão distribuídos pelo MGI.

O Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI) criou um novo tipo de concurso público denominado Concurso Nacional Unificado. Esse formato permite que vários órgãos do governo federal façam uma única prova geral e ofereçam vagas simultaneamente.

O MGI decidiu formar blocos temáticos para unir Institutos, Ministérios e Agências Reguladoras em um único concurso. Assim, em vez de se basear em um órgão, as vagas serão distribuídas de acordo com a área de atuação do candidato.

A partir disso, em cada bloco, haverá prova de conhecimentos gerais e específicos. Isso significa que os candidatos do órgão X podem fazer exatamente a mesma prova que os candidatos do órgão Y, desde que suas funções sejam para uma área comum.

O Exame Nacional do Ensino Médio, que serve como porta de entrada para os alunos nas Universidades Públicas do país, foi a base para o Concurso Nacional Unificado. Da mesma forma, para escolher os novos servidores federais efetivos de 21 órgãos, o CNU usará uma prova única.

O objetivo é ampliar o acesso às provas de concurso público a nível nacional. O Concurso Nacional Unificado fará a mesma coisa em vários municípios, assim como o Enem é feito em todos os estados brasileiros. Essa nova edição do certame espera que as mais de 200 cidades participantes melhorem a democracia na entrada do funcionalismo, pois a avaliação não será centralizada em um local.

Os blocos temáticos do Concurso Nacional Unificado são principalmente os setores de trabalho em que os cargos são oferecidos. Dentre as 6.640 funções disponíveis nos 21 órgãos, algumas são destinadas a áreas relacionadas. Para facilitar o processo de aplicação de provas e seleção, o MGI optou por separar os cargos em partes.

Assim, as oportunidades destinadas an uma área específica serão reunidas em um bloco. Todos os candidatos serão submetidos an uma prova única e igual sobre o conhecimento daquele setor de atuação. Ao todo, são oito áreas de foco:

Bloco 1 - Infraestrutura, Exatas e Engenharias (727 vagas);
Bloco 2 - Tecnologia, Dados e Informação (597 vagas);
Bloco 3 - Ambiental, Agrária e Biológicas (530 vagas);
Bloco 4 - Trabalho e Saúde do Servidor (971 vagas);
Bloco 5 - Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (1.016 vagas);
Bloco 6 - Setores Econômicos e Regulação (359 vagas);
Bloco 7 - Gestão Governamental e Administração Pública (1.748 vagas);
Bloco 8 - Nível Intermediário (692 vagas).

Veja a lista dos 21 órgãos que escolheram participar do Concurso Nacional Unificado na sua primeira edição:

Advocacia-Geral da União (AGU);
Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL);
Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS);
Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ);
Fundação Nacional dos Povos Indígenas (FUNAI);
Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE);
Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA);
Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP)
Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA);
Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI);
Ministério da Cultura (MinC);
Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC);
Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania (MDHC);
Ministério da Educação (MEC);
Ministério da Gestão e Inovação (MGI);
Ministério de Justiça e Segurança Pública (MJSP);
Ministério de Planejamento e Orçamento (MPO);
Ministério dos Povos Indígenas (MPI);
Ministério da Saúde (MS);
Ministério do Trabalho e Emprego (MTE);
Superintendência Nacional de Previdência Complementar (PREVIC).

As regras dos blocos temáticos permitem que os participantes se candidatem a mais de um cargo. Isso permitirá que você seja incluído na lista de cadastro reserva para cargos adicionais.

O Concurso Nacional Unificado terá mais de um órgão participante em cada bloco temático. Enquanto algumas organizações ofereceram vagas em apenas um bloco, outras organizações distribuíram as vagas em mais blocos de acordo com as responsabilidades de cada cargo. Os editais do CNU de cada bloco estão listados abaixo:

• Bloco 1 - Infraestrutura, Exatas e Engenharias - 727 vagas

AGU: 5 vagas para Arquiteto e 18 vagas para Engenheiro;
ANEEL: 40 vagas para Especialista em Regulação de Serviços Públicos de Energia (qualquer área de formação);
FUNAI: 21 vagas para Especialista em Indigenismo (20 para Engenheiro e 1 para Arquiteto);
IBGE: 13 vagas para Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas e 120 vagas para Tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas;
INCRA: 128 vagas para Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário (Engenheiro Eletricista, Engenheiro Civil, Engenheiro Agrimensor e Engenheiro Cartográfico);
MAPA: 2 vagas para Analista em Ciência e Tecnologia (Engenharia Elétrica ou Eletrônica);
MCTI: 51 vagas para Analista em Ciência e Tecnologia (Engenharia Civil, Engenharia, Engenharias e Ciências Exatas);
MGI: 270 vagas para Analista de Infraestrutura (Engenharia Elétrica, Eletrônica, Telecomunicações, Eletrotécnica ou Energia e Arquitetura), 14 vagas para Arquiteto, 68 vagas para Engenheiro e 5 vagas para Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG);
MS: 2 vagas para Tecnologista (Engenharia Civil e Arquitetura).

• Bloco 2 - Tecnologia, Dados e Informação - 597 vagas

AGU: 7 vagas para Estatístico;
FUNAI: 1 vaga para Especialista em Indigenismo;
IBGE: 70 vagas para Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas, 4 vagas para Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas (Estatístico) e 48 vagas para Tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas (Métodos Quantitativos, Ciências de Dados, Webdesigner e produção gráfica e Estatística);
INCRA: 6 vagas para Analista Administrativo (Tecnologia da Informação);
INEP: 20 vagas para Pesquisador-Tecnologista em Informações e Avaliações Educacionais (qualquer área de conhecimento);
MAPA: 20 vagas para Analista em Ciência e Tecnologia (Tecnologia da Informação);
MCTI: 19 vagas para Analista em Ciência e Tecnologia (Tecnologia da Informação e Ciência de Dados) e 17 vagas para Analista em Ciência e Tecnologia (Políticas Públicas de Ciência, Tecnologia e Inovação);
MGI: 300 vagas para Analista em Tecnologia da Informação (ATI), 20 vagas para Analista Técnico de Políticas Sociais (ATPS), 15 vagas para EPPGG e 12 vagas para Estatístico;
MS: 32 vagas para Tecnologista (Tecnologia da Informação);
PREVIC: 6 vagas para Analista Administrativo (Tecnologia da Informação).

• Bloco 3 - Ambiental, Agrária e Biológicas

FUNAI: 37 vagas para Especialista em Indigenismo (Engenharia Agronômica, Engenharia Florestal e Análise Pecuária);
IBGE: 27 vagas para Tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas (Análise Florestal, Análise Agrícola e Pecuária, Análise Ambiental, Biologia e Geografia);
MAPA: 200 vagas para Auditor-Fiscal Federal Agropecuária (Engenharia Agronômica, Medicina Veterinária, Química, Farmácia e Zootecnia) e 40 vagas para Tecnologista (Meteorologia ou Ciências Atmosféricas);
INCRA: 17 vagas para Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário (17 vagas) e 159 vagas para Engenheiro Agrônomo;
MCTI: 13 vagas para Analista em Ciência e Tecnologia (Ciências Biológicas, Agrárias e/ou Ambientais);
MGI: 30 vagas para Analista de Infraestrutura (Geociências) e 5 vagas para EPPGG (Ambiental, Agrária e Biológicas).

• Bloco 4 - Trabalho e Saúde do Servidor

AGU: 3 vagas para Médico e 10 para Psicólogo;
FUNAI: 6 vagas para Especialista em Indigenismo (Psicologia);
MGI: 20 vagas para ATPS (qualquer área de conhecimento), 10 vagas para EPPGG (qualquer área de conhecimento), 20 vagas para Médico e 2 vagas para Psicólogo;
MTE: 900 vagas para Auditor-Fiscal do Trabalho (AFT).

• Bloco 5 - Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos

AGU: 20 vagas para Técnico em Assuntos Educacionais (Pedagogia);
FUNAI: 6 vagas para Especialista em Indigenismo (Indigenismo, Antropologia, Assistência Social, Sociologia e Pedagogia);
IBGE: 1 vaga para Analista de Planejamento (Psicopedagogia), 2 vagas para Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas (Demografia) e 1 vaga para Tecnlogista em Informações Geográficas e Estatísticas (Demografia);
INCRA: 58 vagas para Analista em reforma e Desenvolvimento Agrário (Antropologia);
INEP: 10 vagas para Pesquisador-Tecnologista em Informações e Avaliações Educacionais (qualquer área de conhecimento);
MCTI: 21 vagas para Analista em Ciência e Tecnologia, 8 vagas para Analista Técnico Administrativo (História), 460 vagas para ATPS (qualquer área do conhecimento), 20 vagas para EPPGG (qualquer área do conhecimento) e 2 vagas para Técnico em Assuntos Educacionais;
MS: 71 vagas para Tecnologista (para área da saúde);
MPI: 30 vagas para Analista Técnico Administrativo (qualquer área de conhecimento).

• Bloco 6 - Setores Econômicos e Regulação

AGU: 35 vagas para Economista;
ANEEL: 30 vagas para Especialista em Regulação de Serviços Públicos de Energia (qualquer área do conhecimento);
ANS: 35 vagas para Especialista em Regulação de Saúde Suplementar (qualquer área do conhecimento);
ANTAQ: 30 vagas para Especialista em Regulação de Serviços de Transportes Aquaviários (qualquer área do conhecimento);
FUNAI: 24 vagas para Especialista em Indigenismo (Economia);
IBGE: 3 vagas para Analista de Planejamento (Relações Internacionais) e 29 vagas para Tecnlogista em Informações Geográficas e Estatísticas (Economia);
INCRA: 5 vagas para Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário (Economia);
MCTI: 26 vagas para Analista em Ciência e Tecnologia (Direito e Ciências Humanas e Sociais Aplicadas), 27 vagas para Economista e 15 vagas para EPPGG (qualquer área do conhecimento);
MDIC: 50 vagas para Analista de Comércio Anterior (qualquer área do conhecimento) e 10 vagas para Economista;
MPO: 15 vagas para Economista;
PREVIC: 25 vagas para Especialista em Previdência Complementar (qualquer área de conhecimento).

• Bloco 7 - Gestão Governamental e Administração Pública

AGU: 154 vagas para Administrador, 90 vagas para Analista Técnico Administrativo, 2 vagas para Arquivista, 47 vagas para Contador e 9 vagas para Técnico em Comunicação Social;
IBGE: 188 vagas para Analista de Planejamento (várias áreas superiores) e 87 vagas para Tecnlogista em Informações Geográficas e Estatísticas (várias áreas superiores);
FUNAI: 85 vagas para Especialista em Indigenismo (Administração, Arquivologia, Biblioteconomia, Comunicação Social e Contabilidade);
INCRA: 131 vagas para Analista Administrativo (várias áreas de conhecimento) e 238 vagas para Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário (qualquer área do conhecimento);
INEP: 20 vagas para Pesquisador-Tecnologista (qualquer área do conhecimento);
MCTI: 149 vagas Analista em Ciência e Tecnologia (várias áreas de conhecimento);
MAPA: 18 vagas para Analista em Ciência e Tecnologia (qualquer área do conhecimento);
MinC: 50 vagas para Analista Técnico Administrativo (qualquer área do conhecimento);
MGI: 182 vagas para Analista Técnico Administrativo (qualquer área do conhecimento), 16 vagas para Arquivista, 4 vagas para Bibliotecário, 5 vagas para Contador, 80 vagas para EPPGG e 10 vagas para Técnico em Comunicação Social;
MJSP: 100 vagas para Analista Técnico Administrativo (qualquer área do conhecimento)
MS: 9 vagas para Tecnologista (Administração, Contabilidade, Economia ou Estatística);
MDIC: 50 vagas para Analista Técnico Administrativo (qualquer área do conhecimento);
MPO: 45 vagas para Analista Técnico Administrativo (qualquer área do conhecimento);
PREVIC: 9 vagas para Analista Administrativo (qualquer área do conhecimento).

• Bloco 8 - Nível intermediário

IBGE: 300 vagas para nível médio no cargo de Técnico em Informações Geográficas e Estatísticas;
FUNAI: 152 vagas para nível médio no cargo de Agente em Indigenismo;
MAPA: 100 vagas para Agente de Atividades Agrupecuárias (Técnico Agrícola), 100 vagas para Agente de Inspeção Sanitária (Técnico Agrícola) e 40 vagas para Técnico de Laboratório (várias áreas de curso técnico).

O CNU receberá inscrições de 19 de janeiro a 9 de fevereiro de 2024. Os candidatos que desejam se candidatar devem fazê-lo por meio do GOV.BR, utilizando uma conta prata ou ouro. Os candidatos devem incluir o seguinte no formulário do Concurso Nacional Unificado:

Dados pessoais;
Dados profissionais;
Bloco temático no qual quer participar;
Um ou mais cargos dentro do bloco temático escolhido que quer pleitear (quem escolher dois ou mais deve marcar em ordem de prioridade);
Especialidade dentro do cargo em ordem de prioridade (caso tenha mais de uma).

Os candidatos têm a opção de alterar o bloco temático que escolheram durante o período de inscrição. Após esse período, não será mais possível realizar alterações.

Além disso, para os níveis intermediários e superiores, será necessário pagar uma taxa de R$ 60,00. Será isento desse custo:

Registrados no CadÚnico;
Doadores de medula óssea;
Bolsistas do ProUni ou Fies.

Os pedidos de isenção serão avaliados pela Fundação Cesgranrio.

Todos os candidatos ao Concurso Nacional Unificado devem fazer uma prova escrita no dia 05 de maio de 2024. Na data especificada, os 21 órgãos irão realizar provas objetivas e discursivas em dois turnos.

O Ministério da Gestão e Inovação afirma que a aplicação das provas será dividida em grupos temáticos. Os candidatos do bloco 1 estarão na sala X e os candidatos do bloco 2 estarão na sala Y.

Para algumas funções específicas, não há uma segunda etapa de avaliação de diplomas. Além disso, é importante destacar que os aprovados podem ser convocados para participar de um curso de treinamento, dependendo da vaga pretendida.

Os editais contêm todas as informações possíveis sobre o Concurso Nacional Unificado. Você deve procurar o documento que se relaciona com o bloco temático em que pretende participar. A Fundação Cesgranrio disponibilizará esses documentos online. Faça a leitura com atenção para não perder nenhum detalhe importante.

Além disso, o site especial criado pelo MGI para o certame permitirá que os candidatos consultem os editais do Enem dos Empregos. Basta clicar sobre o bloco que deseja participar.

Entre em contato com a banca organizadora por telefone se você tiver dúvidas ou problemas em qualquer etapa do CNU. O telefone de atendimento é 0800-7012028.

Seja avisado pelo whatsapp sobre novos concursos em sua cidade. Clique aqui para ser avisado pelo whatsapp!

Link de inscrição do concurso Concurso Nacional Unificado

Edital do concurso Concurso Nacional Unificado

Prepare-se com antecedência para a prova.
Solicite no formulário abaixo seu PDF com 5.000 Mil Questões do Concurso Concurso Nacional Unificado. Entrega agora por e-mail.

Concurso INSS: Edital com 9.229 vagas é aprovado

Os candidatos que pretendem prestar o concurso INSS já devem começar a se preparar.

Um novo Concurso INSS com 9.229 vagas foi aprovado durante votação da Proposta Orçamentária da Previdência Social para o exercício de 2024, conforme resolução CNPS/MPS N. 1.354 publicada no Diário Oficial da União.

A expectativa é de que o processo seletivo seja realizado no primeiro semestre de 2024.

As 9.229 vagas citadas no documento se dividem entre os seguintes cargos:

Técnico do Seguro Social: 5.819 vagas de Nível Médio.

Analista do Seguro Social: 1.836 vagas de Nível Superior.

Perito Médico Federal: 1.574 vagas.

As vagas serão distribuídas para todo o Brasil, conforme a necessidade do órgão.

Seja avisado pelo whatsapp quando abrirem as inscrições do concurso INSS. Clique aqui para ser avisado pelo whatsapp!

A remuneração inicial para o cargo de nível médio é atualmente de R$ 6.169,93, incluindo o auxílio-alimentação de R$ 658. Já para os analistas, o valor inicial é de R$ 9.767,20, com a mesma carga horária de 40 horas semanais.

O regime de contratação do INSS é o estatuário, ou seja, garante estabilidade, o servidor só poderá ser demitido se cometer alguma falta grave.

É necessário ter idade mínima de 18 anos completos na data da posse. Não há exigência de idade máxima.

Confira 6 motivos para participar do concurso INSS.

1 - Possibilidade de ascensão:
Os salários dos servidores aumentam conforme as progressões na carreira.

2 - Estabilidade:
O regime estatutário garante a estabilidade financeira e empregatícia.

4 - Qualidade de vida:
Devido a estabilidade garantida pelo regime estatutário, as ótimas remunerações com possibilidades de progressões e as jornadas de trabalho de 40 horas semanais, os contratados pelo órgão após aprovação no concurso público poderão contar com uma excelente qualidade de vida.

5 - Oportunidades para todo o Brasil:
As provas do concurso INSS serão aplicadas por todo o país, de maneira que os concurseiros das mais diversas regiões poderão realizar as avaliações.

6 - Ampla oferta de vagas:
O concurso conta com uma grande oferta de 9.229 vagas.

As inscrições do concurso INSS ainda não foram abertas. A expectativa é de que o processo seletivo seja realizado no primeiro semestre de 2024.

Não importa se essa é sua primeira vez no mundo dos concursos, a chance de pelo menos uma vaga entre 9.229 oportunidades disponibilizadas existe e você pode garantir uma delas.

Seja avisado pelo whatsapp quando abrirem as inscrições do concurso INSS. Clique aqui para ser avisado pelo whatsapp!

Prepare-se com antecedência para a prova.
Solicite no formulário abaixo seu PDF com 5.000 Mil Questões do Concurso Concurso Nacional Unificado. Entrega agora por e-mail.

+de 1 milhão de Questões de Concursos em PDF - Gabaritadas

  • Material de estudo atualizado mensalmente com questões de milhares de Concursos de todo o país.

  • Para facilitar sua preparação, o conteúdo está organizado por Instituição, Ano e Cargo.

  • Questões com gabarito de todos os principais concursos: INSS, Caixa, Banco do Brasil, Correios, Receita Federal, IBGE, Polícia Federal, PRF, Polícia Civil, Polícia Militar, dentre outros.

  • Além disso, o material contém as questões das provas do ENEM e OAB.

  • Acesse e baixe os arquivos de qualquer lugar pelo seu celular ou computador. Download ilimitado!

  • Sistema Online para resolver todas as questões e acompanhar seu desempenho.

Cadastre seu whatsapp para acompanhar o andamento do concurso Concurso Nacional Unificado:

© Copyright 2014 - 2024 Concursos.com.br